Acesso Restrito

Previsão do Tempo

Xanxerê - SC
º
º

Galeria

Cotações

Links

Parceiros

Notícia

26-11-2012
Mercado do boi gordo apresenta poucos negócios.
Programações de abate atendem, em média, de quatro a cinco dias úteis em São Paulo

Algumas indústrias não negociaram no final da última semana, o que é um comportamento típico. Segundo levantamento da Scot Consultoria, na última sexta, dia 23, em São Paulo, a referência para o animal terminado fechou em R$98,50 por arroba à vista e R$100,00 por arroba a prazo.

Boa parte das indústrias paulistas precisava de boiadas para preencher as escalas do final da semana. As programações de abate atendem, em média, de quatro a cinco dias úteis.

No norte do Pará, a oferta de boiadas é mais restrita, quando comparada à do sul do Estado. Em Paragominas (PA) a arroba do boi gordo é negociada por R$94,50 à vista.
No atacado de carne bovina com osso, a demanda enfraqueceu e os preços cederam. Durante a última semana, o boi casado de animais castrados recuou 1,5%, saindo de R$6,48 por quilo para R$6,38 por quilo.

Mercado de reposição
O mercado de reposição continua em ritmo lento em quase todo o país. Segundo levantamento realizado pela Scot Consultoria, em Mato Grosso esse cenário não é diferente.

Apesar dos poucos negócios os preços de algumas categorias tiveram ajustes positivos na última semana. O preço do boi magro (de 12 arrobas) passou de R$1.080,00 para R$1.090,00 por cabeça, o que representa uma valorização de 0,9%.

O garrote (de 9,5 arrobas) e o bezerro de ano (sete arrobas) também tiveram alterações nos preços. Estão cotados em R$880,00 e R$720,00 por cabeça, respectivamente. Estes valores correspondem a aumentos de 1,2% e 1,4% em relação à semana anterior.

A cotação do bezerro desmamado (de 5,5 arrobas) ficou estável, em R$650,00 por cabeça no mesmo período. No Estado, devido às chuvas que estão ocorrendo, espera-se uma melhora na demanda para os próximos dias.

Fonte: Ruralbr