Acesso Restrito

Previsão do Tempo

Xanxerê - SC
º
º

Galeria

Cotações

Links

Parceiros

Notícia

26-11-2012
Produtor de soja deve redobrar cuidado com lagartas
Alerta está sendo feito nas principais regiões produtoras

Soja crescendo na lavoura requer muitos cuidados do produtor rural e sua equipe. Quem não quer ter perdas com invasão de pragas deve ficar atento com as lagartas, principalmente a lagarta da maçã e a lagarta falsa-medideira.

O alerta está sendo feito nas principais regiões produtoras de soja de Mato Grosso pela entomologista Lúcia Vivan, da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT.

“Neste momento, e desde o início do plantio a lagarta da maça (Heliothis virescens) está ocorrendo em populações maiores do que na safra passada. Em dezembro a incidência maior é da lagarta falsa-medideira (Pseudoplusia includens). Produtor deve ficar atento também a espécie de lagarta que está tendo alta ocorrência em lavouras do Estado que é a Helicoverpa zea”.

Além do controle das lagartas nas lavouras de soja, Vivan recomenda atenção com a invasão dos percevejos que também podem causar dano à produção. De acordo com a pesquisadora, caso seja verificado o aumento de população de percevejos, o controle com produto químico deve ser realizado imediatamente.

“Importante é fazer o monitoramento de toda a área. O acompanhamento da lavoura diariamente possibilita a identificação da praga, qual espécie, o tamanho da população e a forma de controle mais eficiente para a espécie da lagarta ou do percevejo”, esclarece Vivan.

A detecção da população da praga no início da infestação é, conforme a pesquisadora, primordial para a efetividade do controle da praga. No caso da lagarta da maçã, se o controle não for realizado no período vegetativo o risco é essa população estar alta no período reprodutivo e acarretar danos nas vagens da planta de soja.

Estas e outras informações estão sendo apresentadas por Lúcia Vivan no Fundação MT em Campo: É Hora de Cuidar, evento que difunde para toda classe produtora recomendações técnicas sobre doenças, clima, aplicação de defensivos agrícolas e pragas. A turnê passará por 16 cidades de MT e duas de Goiás. As inscrições para participar do evento são gratuitas e podem ser feitas pelo site da fundação.

Fonte: Globo Rural